quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Tricampeão da Cascavel de Ouro disputa 29ª edição ao lado de piloto da F-Truck

Vencedor em 1996, 1997 e 2014, Emílio Weiss revezará com Alex Fabiano a pilotagem do VW Gol número 19 da Stumpf Preparações.



A lista de pilotos participantes da 29ª edição da Cascavel de Ouro teve confirmado nesta quarta-feira (14) o nome de mais um vencedor da prova de longa duração mais tradicional do automobilismo paranaense. Emílio Weiss, de Curitiba, anunciou que vai atuar na corrida do dia 25 de outubro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel, formando dupla com o paulista Alex Fabiano, piloto do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck.

Weiss e Fabiano vão revezar, nas quatro horas de corrida, a pilotagem do VW Gol número 19, que terá preparação a cargo da Stumpf Preparações – a equipe responderá por oito dos 38 carros que deverão compor o grid. “Fazia algum tempo que eu vinha estudando possíveis parceiros para não ficar fora da Cascavel de Ouro. O contato do Alex foi providencial. Conversamos, definimos a dupla e a equipe e, agora, o foco é na corrida”, diz o curitibano.

Aos 39 anos, 23 dos quais dedicados ao automobilismo, Emílio Weiss foi campeão paranaense de Marcas & Pilotos em 1996, ano em que conquistou a primeira vitória na Cascavel de Ouro formando dupla com Edgar Favarin – que foi seu parceiro, também, na vitória de 2014. A outra vitória do piloto na prova aconteceu em 1997, ao lado do também curitibano Toninho Espolador. “Ganhei as três vezes com um Gol, que é o carro deste ano”, destaca.

As vitórias conquistadas nas parcerias com Favarin e Espolador colocam Emílio Weiss como segundo maior vencedor da Cascavel de Ouro, empatado com o cascavelense Pedro Muffato, que venceu em 1971, com Puma, em 1974 e em 1975, com protótipo Avallone. O recordista, com sete primeiros lugares, é Favarin, que ganhou também em 1983, com Fusca, em 1990, com Passat, em 1991, com Gol, em 1994, com protótipo Aldee, e em 1995, com Escort.

A experiência de Weiss na Cascavel de Ouro contrata contrasta com a condição de Alex Fabiano, estreante na corrida. O carro da categoria Marcas & Pilotos 1.6, contudo, não representa novidade para o paulista de 42 anos. “Já ganhei muitas corridas da categoria no campeonato de Piracicaba, e inclusive foi com um Gol”, conta. “No ano passado, também de Gol, fiquei em segundo na minha categoria nas 12 Horas de Tarumã. O carrinho dá sorte”, brinca.

Fabiano destaca o alto nível dos pilotos inscritos na Cascavel de Ouro, que vai premiar a dupla ou o trio vencedor com o troféu tradicional da corrida e com um Renault Clio 0 km. “Fico feliz pela oportunidade de participar de uma corrida tão tradicional do automobilismo brasileiro. A parceria com o Emílio é ótima, é o atual campeão. Acredito que com sabedoria e estratégia poderemos conseguir repetir o que ele fez no ano passado, que é vencer”, diz.

Piloto de competições há cinco anos, Alex Fabiano participou de vários campeonatos. Correu na Copa Volvo em 2011, no Audi DTCC em 2012, no Sudamericano de Gran Turismo em 2013 – foi vice-campeão da categoria GP Premium –, na Euronascar em 2014 e, na atual temporada, disputa a Fórmula Truck pela equipe Azulim-Clay Truck Racing, ocupando a 15ª posição. “A meta é terminar o campeonato da Truck entre os dez primeiros”, observa.


Texto: Grelak Comunicação
Foto: Daniel Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário