quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Restritor é o fantasma para líderes da Truck em Curitiba

Redutor de potência é obrigatório para os primeiros colocados da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Felipe Giaffone, Paulo Salustiano e Leandro Totti utilizam o aparato obrigatório.



 Um dos maiores objetivos da Fórmula Truck é levar o público e se empolgar com as corridas. Nesta temporada em que a categoria completa 20 anos de vida o regulamento foi modificado pensando justamente neste ponto. Assim, desde a segunda e até a penúltima prova de 2015 os pilotos enfrentam o que eles chamam de fantasma do restritor. Explica-se: para equilibrar mais as disputas, os três primeiros colocados na classificação geral participam de treinos e corridas com um aparato que reduz a potência dos motores dos caminhões.

Posicionado na entrada do turbo, essa espécie de anel diminui a entrada de ar nos propulsores e, consequentemente, reduz a potência. O líder do Campeonato Brasileiro da Fórmula Truck, que em Curitiba é Felipe Giaffone (Volkswagen Constellation), sofre, pois usa o restritor com a menor entrada de ar: 74 milímetros, o que a leva a perder algo em torno de 70 cavalos. Giaffone tem 241 pontos na tabela. Paulo Salustiano (Mercedes-Benz) é o vice-líder - 240 pontos - e utiliza uma entrada de ar com 76mm, o que provoca perda de cerca de 50 HP.

Quem, pelo menos em tese, sente menos dificuldade nos 3.695 metros da veloz pista de Curitiba será o terceiro na classificação geral, Leandro Totti, o atual campeão da Fórmula Truck. Ele tem 212 pontos, justamente a mesma quantidade em disputa até o final do ano, usa o restritor de 78 milímetros e deixa de utilizar aproximadamente 30 cavalos do motor do seu Volkswagen Constellation. Todos os outros pilotos, posicionados do quarto lugar em diante, têm uma entrada de ar de 80 milímetros e utilizam toda a potência de cerca de mil HP dos motores.

O uso do restritor teve início na corrida de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, na segunda prova de 2015, e permanece para os três primeiros colocados na tabela de classificação, que pode variar prova a prova, até a etapa de Cascavel, a penúltima do ano. Na corrida final ninguém usará o restritor.

Visitação liberada para quem tiver ingresso de arquibancada

Com o objetivo de aproximar mais os torcedores dos pilotos e das equipes, a Fórmula Truck dá um presente especial ao torcedor paranaense na sétima etapa da temporada, marcada para o próximo dia 13 de setembro no Autódromo de Curitiba. Aqueles que comprarem ingresso de arquibancada - seja pelo site, nas bilheterias ou nos pontos de venda - poderão fazer a visitação aos boxes no sábado (dia 12 de setembro), das 10h30 às 13h30, pegar autógrafos e tirar fotos dos caminhões e com os pilotos. Antes, esse privilégio era exclusivo aos portadores de credenciais Paddock e VIP e agora foi estendido a todo o público com ingresso.

Os fãs que comprarem as credenciais de Paddock continuam a ter o direito de, no domingo, dar uma volta no Truck Teste, o que é diferente da Volta Rápida, exclusiva dos convidados dos patrocinadores e de empresas que adquirirem camarotes. Os portadores de ingressos das arquibancadas não terão acesso aos boxes no domingo.

Entrevista coletiva dos líderes da Fórmula Truck

Está confirmada para às 8h30 da sexta-feira, dia 11 de setembro, no Autódromo de Curitiba, capital do Paraná, a entrevista coletiva em que estarão presentes os três primeiros colocados na classificação geral da Fórmula Truck, junto com a presidente da categoria, Neusa Navarro. O líder Felipe Giaffone, que chegou a 241 pontos, o segundo colocado Paulo Salustiano, vencedor da etapa em Santa Cruz do Sul e que tem 240, e Leandro Totti, atual campeão da Fórmula Truck, com 212 pontos estarão presentes. Todos estão garantidos na coletiva, que será seguida por um café da manhã. No final serão sorteadas quatro voltas rápidas para os jornalistas presentes. O giro pelos 3.695 metros do traçado será realizado logo após o encerramento da entrevista coletiva.

Texto: Milton Alves/ FTruck
Foto: Orlei Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário