sexta-feira, 10 de julho de 2015

Goiânia terá um sábado de muitas definições para os caminhões

Primeiros treinos testaram novas instalações de sensores e ajustes de algumas peças.



Os primeiros treinos livres para a quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck foram realizados nesta sexta-feira no Autódromo Internacional de Goiânia. Porém, para boa parte das equipes, foi um dia apenas de observações, sem muita importância para a questão de tempos. Por conta disso, os treinos marcados para este sábado serão ainda mais importantes, quando se exigirá mais dos caminhões e teremos a definição do grid.

Entre as principais novidades da sexta-feira que tiveram que ser observadas pelas equipes está a nova instalação dos sensores do medidor de fumaça. Até a etapa anterior, os sensores eram colocados no mesmo chicote de injeção,o que estava causando certa incompatibilidade de circuitos e falhas de informação.
Agora, existe uma instalação específica para os módulos das equipes e outra para os sensores de fumaça.

"Pelo que observamos, o sistema não gerou interferências. Isso foi um dos pontos positivos do dia. Também aproveitamos para 'fazer pneu' e tentar ajustar algumas coisas. Pelo que vi dos tempos, a maioria dos pilotos também optou por isso. Sábado é outro dia e aí vamos andar mais forte para buscar melhores posições", avalia Raijan Mascarello, da DF MotorSport e que tem os apoios da Agroeste, Pontual, Hamakk, Concessionária Maxxicase e Fazendas Comil.

Curiosamente, Raijan Mascarello foi o 13º colocado nos dois treinos. O número já está sendo motivo de brincadeira entre todos os integrantes da equipe.

"É uma coisa impressionante. Nas últimas etapas e, até mesmo na corrida de endurance que participei na semana passada, acabei os treinos na 13ª posição. Ainda bem que ao final das corridas a posição tem sido mais na frente", comenta Raijan, que até brincou com a hipótese de trocar o número de seu caminhão.

Neste sábado, a programação no Autódromo de Goiânia terá mais um treino livre as 9h00 e o treino de classificação a partir das 14h00.

Os melhores da sexta-feira:
 1º)  73 - Leandro Totti  (Volkswagen, PR), 1:46.260, média de 129.9 Km/h.
 2º)   6 - Wellington Cirino  (Mercedes, PR), 1:46.969
 3º)  55 - Paulo Salustiano  (Mercedes, PE), 1:47.293
 4º)   4 - Felipe Giaffone  (Volkswagen, PR), 1:47.345
 5º)  88 - Beto Monteiro  (Iveco, PE), 1:47.374
 6º)  77 - André Marques  (MAN, PR), 1:47.383
 7º)  72 - Djalma Fogaça  (Ford, PE), 1:47.430
 8º)  80 - Diogo Pachenki  (Mercedes, PR), 1:47.622
 9º)  35 - David Muffato  (Scania, PR), 1:47.836
10º)   8 - Adalberto Jardim  (Volkswagen, PE), 1:48.015
11º)  15 - Roberval Andrade  (Scania, PE), 1:48.090
12º)  30 - Rogerio Castro  (Mercedes, GO), 1:48.094
13º)  83 - Regis Boessio  (Volvo, RS), 1:48.861
14º)  515 - Raijan Mascarello  (Ford, MT), 1:49.208
15º)  25 - Jaidson Zini  (Iveco, PR), 1:51.616
16º)  20 - Pedro Muffato  (Scania, PR), 1:53.046
17º)  333 - Alex Fabiano  (Volvo, SP), 1:53.610
18º)   7 - Débora Rodrigues  (Volkswagen, PR), 1:56.640
19º)  99 - Luiz Lopes  (Iveco, PE), 1:57.247
20º)  28 - Fabiano Brito  (Scania, PR), 1:57.985
21º)  17 - Gustavo Magnabosco  (Scania, SC), 2:14.501


Texto: JR Assessoria de Imprensa
Foto: Rodrigo Ruiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário