terça-feira, 21 de julho de 2015

Endurance RS: Claudio Ricci/Jansen Bueno conquistam a vitória na classe GP1


A prova foi marcada por muita chuva; Jansen Bueno fez uma excelente estréia na principal classe do campeonato.



O Autódromo Eduardo P. Cabrera, localizado em Rivera (Uruguai) recebeu no último final de semana (18 à 19 de julho) a quarta etapa do Campeonato Gaúcho de Endurance num grid que reuniu vinte e oito carros.


O piloto curitibano, Jansen Bueno, que tem passagens na Velocidade na Terra, Campeonato Brasileiro de Spyder, Fórmula Truck, entre outras, estreou no Campeonato Gaúcho de Endurance em 2015 com o propósito de conquistar experiência nos mais variados carros que a categoria oferece. Na abertura do campeonato em Tarumã (12 de abril), Jansen competiu com um Spyder AP 2.0 na categoria "P2" em parceria com José Vilella e conquistou a terceira posição na classe e a 20º na geral. Na etapa seguinte, em Santa Cruz do Sul dividiu a Maserati Trofeo #70 com o paulista Ricardo Kastropil e o gaúcho Dirceu Adam e juntos conquistaram a segunda posição na classe "GT1" e a 11ª na geral.


Na etapa internacional do campeonato, Jansen formou dupla com o piloto Claudio Ricci, que carrega em seu currículo grandes experiências no automobilismo. O protótipo MR18 que é preparado pela equipe CRT Team na cidade de Passo Fundo/RS, tem motorização Audi 2.0 20v turbo e com 400cv de potência, foi o primeiro o primeiro protótipo fechado aro 18" construído pela MetalMoro, fazendo sua estréia nas 12 horas de Tarumã em 2013 e ainda está em desenvolvimento e têm conquistado resultados satisfatórios.

Os treinos livres de sexta-feira (17) foram de adaptação ao carro e a pista, o que não foi problema para a dupla. Ricci já havia competido no circuito uruguaio em 2014 e conquistou a segunda posição. Claudio Ricci fez o treino classificatório e cravou o terceiro melhor tempo na classe "GP1", 1m16s355.


Com condições totalmente adversas dos treinos no dia anterior, a corrida foi sob forte chuva no domingo (19), Jansen Bueno fez uma largada conservadora e se manteve na terceira posição. A visibilidade era zero dentro do cockpit do MR18 #4, dificuldade que foi superada pelo piloto. Na troca de pilotos, Jansen entregou o carro para Claudio na liderança da categoria e terceiro na geral, que por cinco segundos não conseguiu pegar o box aberto, teve que aguardar vinte segundos na saída de box para retornar à prova. A direção de prova decidiu finalizar a corrida com 75% por causa da forte chuva. Claudio Ricci cruzou a linha de chegada na primeira colocação na classe "GP1" e na 6ª colocação na geral.


"Tivemos um final de semana perfeito apesar da corrida na chuva conquistamos a nossa primeira vitória no MR18. O Jansen teve uma rápida adaptação ao carro e isso contribuiu muito para o resultado. Conquistamos um resultado muito positivo apesar das adversidades" - comenta Claudio Ricci.


Resultado da classe GP1

1º Claudio Ricci/ Jansen Bueno
2º H. Assunção/ R. Kastropil
3º Fernando Poeta/ Andersom Toso
4º Jorge Machado/ Rui Machado
5º J.Moro/ C.Almeida/G.Martins


Texto: Velocidade Curitiba Assessoria de Imprensa
Foto: Cintia Azevedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário