domingo, 28 de setembro de 2014

Acidente provocado por adversário encerra corrida promissora de Augusto Farfus em Zandvoort

Após ter sofrido um toque do carro de Daniel Juncadella na 19ª volta da corrida, o piloto brasileiro rodou e bateu forte, sendo forçado a abandonar a nona etapa da temporada do DTM.




O desfecho da penúltima etapa da temporada 2014 do DTM, neste domingo (28 de setembro), em Zandvoort, foi bastante diferente do que esperava Augusto Farfus. Depois de enfrentar um sábado difícil e obter o 20º lugar no grid de largada, o piloto brasileiro do Team RBM apostou na estratégia de pneus e no bom ritmo para fazer uma corrida de recuperação e somar pontos para o campeonato. No entanto, a BMW M4 #3 foi tocada pelo carro de Daniel Juncadella durante a 19ª volta. Farfus rodou e bateu forte, encerrando de forma precoce e decepcionante uma prova promissora na Holanda.

Antes mesmo da largada, Augusto ganhou duas posições no grid, graças a uma punição imposta pela direção de prova a Edoardo Mortara e também a um problema sofrido por Timo Glock antes da volta de aquecimento dos pneus. Farfus, que optou por largar com pneus duros, fez uma largada conservadora e limpa e manteve sua posição. Na quarta volta, Adrien Tambay bateu, e com isso o safety-car entrou na pista.

A bandeira amarela acabou sendo positiva para a estratégia de corrida do brasileiro, que contaria com os pneus macios para a metade final da prova, quando boa parte dos seus adversários usariam os compostos mais duros. Augusto já estava evoluindo na disputa e era o 15º, quando foi acertado pela Mercedes de Juncadella na entrada da curva 11 durante a 19ª volta.

Farfus, que rodou e bateu forte no guard-rail, nada sofreu, mas não escondeu sua irritação pela manobra do adversário e por encerrar tão cedo uma jornada que tinha tudo para terminar em uma boa posição na zona de pontuação. Considerado culpado pelo acidente, o piloto espanhol foi punido com o acréscimo de 30 segundos no seu tempo total de corrida. A vitória neste domingo em Zandvoort ficou com Mattias Ekström.

Para Augusto Farfus, o foco já está na próxima etapa do DTM, que será disputada no dia 19 de outubro em Hockenheim, tradicional circuito alemão que receberá a prova de encerramento da temporada 2014.

Augusto Farfus:

"É frustrante terminar a corrida desta forma. Fui acertado com violência pelo Juncadella na curva 11 e bati forte no guard-rail, acabando com as minhas esperanças na prova, mas graças a Deus está tudo bem comigo. Mais uma vez, nosso carro teve melhor ritmo de corrida do que em classificação e, analisando o desempenho das outras BMW hoje, era bem possível terminar o domingo com bons pontos, então é uma pena que tudo tenha acontecido assim. Agora vamos focar em Hockenheim para fechar a temporada com um bom resultado."


Texto: EverSports
Foto: DTM

Nenhum comentário:

Postar um comentário