segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Vitória consagradora no sol e na neblina nas 12 Horas de Tarumã

Corrida foi marcada por forte neblina durante a madrugada e sol no período da manhã com a vitória do MRX 12.



A desafiadora pista de Tarumã teve um ingrediente extra na 33ª edição das 12 Horas de Tarumã que largou a meia noite de sábado e encerrou ao meio dia deste domingo (08/12). Durante boa parte da corrida, os pilotos enfrentaram forte neblina que se abateu no circuito de Viamão. Com um total de 538 voltas, a vitória foi do trio Luciano Cardoso, Jindra Kraucher e Aldo Piedade Jr. Exaustos com a longa jornada, a festa da equipe foi em cima do protótipo MRX 12.

-É uma coisa que perseguia há muito tempo. Tivemos muito trabalho e esforço com título gaúcho, brasileiro e agora as 12 Horas de Tarumã 2013 - comemorou o piloto Luciano Cardoso

A comemoração foi em grande estilo com todos vibrando em cima do protótipo.

- É muita emoção ganhar uma competição tão difícil como essa. Nunca tinha guiado em uma 12 Horas de Tarumã e confirmo o que me diziam que é uma corrida completamente diferente de qualquer outra - comentou o piloto Jindra Kraucher, de São Paulo.

A honra de cruzar a linha de chegada ficou com o piloto Aldo Piedade Jr que agradeceu emocionado.

- A sensação é única. Dividi o carro com dois grande amigos que vieram para ganhar, mas eu não tinha tanta expectativa e conhecia pouco a pista. Quero agradecer a Deus, acima de tudo - afirmou.

A segunda colocação ficou com o protótipo 10, que mereceu elogios pela brilhante apresentação.

- Lutamos muito até o fim. Tivemos problemas no câmbio e prejudicou muito os freios. Eu quase bati quando pegou fogo nos freios restando pouco menos de meia hora. Estava num cansaço total e não aguentávamos mais - disse o piloto João Cardoso Junior.

O terceiro lugar na corrida ficou com Maserati 18 de Fernando Poeta, Guilherme Daudt, Paulo Rutzem, Vilson Jr e Jeferson Puhl que levou também a Fita Azul de campeão na categoria Turismo.

- Foi a primeira vez que terminei umas 12 Horas de Tarumã. A equipe foi homogênea virando tempos parecidos e a alegria de estar 12 horas correndo é demais. Essa prova distingue os mais experientes dos mais novos - declarou Fernando Poeta.

A segunda posição na classe Turismo ficou com o Ford Focus 50 de Adoplho Rossi e Elias Azevedo.

Durante a madrugada, o maior desafio dos pilotos foi enfrentar a baixa visibilidade. Uma forte neblina tomou conta da região do circuito de Viamão desde as primeiras horas de corrida e obrigou a direção de prova a colocar o carro de segurança na pista em diversos momentos.

Após domínio inicial do protótipo MCR 46 de João Sant´Anna, Vitor Genz, Carlos Kray e Giovani Bianchessi, a liderança foi alternada entre outros dois concorrentes: O MCR 10 de Felipe Toledo, João Cardoso Jr, Pierre Ventura, Mateus Castro e Cristiano de Almeida duelou de forma equilibrada com o MRX 12 de Luciano Cardoso, Jindra Kraucher e Aldo Piedade Jr.

O desgaste dos carros começou a ficar evidente no amanhecer quando o safety-car de forma recorrente foi obrigado a entrar na pista em função de estouros de motor e consequente derrame de óleo na pista, tornando o asfalto escorregadio. Quando o sol ardia forte em Tarumã foi possível ver o mesmo número de carros na pista do que nos boxes com mecânicos e pilotos lutando para vencer as adversidades.

As 12 Horas de Tarumã foi uma realização do Automóvel Clube do Rio Grande do Sul, Federação Gaúcha de Automobilismo e Confederação Brasileira de Automobilismo. O apoio é da Tim.

Favoritos ficam pelo caminho

Como geralmente ocorre em provas de longa duração, alguns dos favoritos foram ficando pelo caminho, tornando mais fácil o caminho para os adversários. O pole position, MRX 28, deu show cravando novo recorde da pista de Tarumã em treino classificatório completando uma volta em 57 segundos e 870 milésimos. Porém na corrida, não teve sorte abandonando com apenas 47 voltas. Outro dos candidatos era o protótipo Tubarão, que venceu as 12 Horas de Tarumã em 2011, mas abandonou com o motor estourado na volta 102. A alegria de completar a corrida não é possível para todos, porém nem isso tira o entusiasmo dos participantes. O protótipo MRX número 2, completou apenas 4 voltas, mas foi o suficiente para empolgar a equipe na estreia do carro.

- Trabalhamos muito e sabíamos que tínhamos problemas. Não tínhamos outro motor para trocar então fomos obrigados a parar. Porém ao mesmo tempo saímos contentes porque o carro veio para pista, na quinta-feira, completamente novo e provou que já nasceu muito rápido - comentou o piloto Claudio Ricci.

A demonstração de superação em algumas equipes já vale o ingresso para o espetáculo em Tarumã. Foi o caso da equipe do MCR 46 que bravamente lutou para manter o carro na pista com problemas de superaquecimento.

- Tivemos um problema no motor que fazia a gente perder água e o esquentar muito. Estávamos tentando administrar e ficou impossível quando começou a ficar calor. Improvisamos uma chaminé com uma bombona de água e no começo funcionou bem, mas depois não deu mais. 12 Horas de Tarumã é assim mesmo. O importante é que conseguimos cumprir boa parte da prova até as 9h e viremos ainda mais fortes para o ano que vem - comentou o piloto Vitor Genz.

Homenagens

A edição 2013 das 12 Horas de Tarumã inaugurou a modalidade de escolha dos "Parceiros do Ano". A prova prestou homenagem ao delegado de Polícia e diretor do Deic, Guilherme Yates Wondracek que recebeu um troféu momentos antes da largada.

- Foi uma atitude louvável do Automóvel Clube do Rio Grande do Sul. A preocupação do Autódromo de Tarumã em proporcionar a velocidade em um local com segurança é admirável - disse.

O outro homenageado foi o chefe de Polícia do Estado do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira Junior.

- Essa homenagem me deixa emocionado, mas o mais importante é a integração entre o Autódromo de Tarumã que promove essa prova, considerada uma das mais importantes do Brasil, e a Polícia Civil - completou.

Em reconhecimento ao trabalho feito em nome da segurança no trânsito, através do Racha Tarumã, o piloto Valter Marquetti recebeu também uma distinção e agradeceu a iniciativa.

- Trabalhamos já há 16 anos com o Racha Tarumã e retiramos muitos jovens que faziam pegas nas ruas. Então essa homenagem emociona - declarou.

Classificação Final

Corrida - 12 Horas Tarumã
PROVA MELHOR VOLTA
Pos No Piloto(s) TEMPO/Dif. Dif/Ant. Vlts Última Tempo Km/h na
1 12 L.Cardoso/J.Kraucher/A.Piedade 12:00:51.862 136.08 538 1:25.489 1:02.820 174.15 345
2 10 Toledo/Cardoso/Castro/Almeida/Ventura == 535 == 3 vlts 535 1:20.085 1:03.343 172.71 484
3 18 F.Poeta/VilsonJr/J.Puhl/G.Dauht/P.Rutzen == 494 == 44 vlts 494 1:23.387 1:12.745 150.39 307
4 50 A.Rossi/A.Cipriani/E.Azevedo == 489 == 49 vlts 489 1:21.569 1:15.251 145.38 126
5 9 D.Scarton/I.Sivieiro/M.Migliavacca/T.Tecchio == 479 == 59 vlts 479 1:21.046 1:13.776 148.29 331
6 75 H.Assunção/B.Giacomello/R.Mathias == 478 == 60 vlts 478 1:14.541 1:08.243 160.31 347
7 122 Hallmenschlager's/C.CAmpos/E.Wermuth == 474 == 64 vlts 474 1:23.432 1:20.362 136.13 24
8 109 R.Kreuz/R.Kreuz/J.Kreuz/J.Rodrigues == 472 == 66 vlts 472 1:15.775 1:06.837 163.68 25
9 177 R.Bacher/C.Paiva/R.Lemke == 470 == 68 vlts 470 1:21.333 1:14.943 145.98 290
10 53 D.Seolino/P.Silva/A.Beltrão == 446 == 92 vlts 446 1:24.480 1:18.596 139.19 65
11 55 J.Flores/L.Flores/R.Xavier == 445 == 93 vlts 445 1:24.369 1:20.983 135.09 34
12 51 V.Zambon/F.Doval/T.Junior/R.Schulz 19.595 19.595 445 1:22.448 1:17.460 141.23 4
13 199 L.Bastos/S.Castilhos/V.Born == 439 == 99 vlts 439 1:26.025 1:20.914 135.21 285
14 11 B.Razial/S.Manzoni/A.Diehl == 435 == +1 min 435 2:39.413 1:19.226 138.09 34
15 113 C.Estites/R.Gargiulo/A.Piedade == 419 == +1 min 419 +3 min 1:14.521 146.80 64
16 63 E.Postal/I.Eberle/E.Postal == 410 == +1 min 410 1:24.223 1:22.248 133.01 298
17 77 D.Elias/C.Petroll/A.Rheinlander == 402 == +1 min 402 1:24.855 1:16.557 142.90 14
18 96 E.Santo/H.Kohl/P.Rotta == 400 == +1 min 400 1:22.992 1:13.358 149.13 4
19 107 M.Ritter/L.Heinz/M.Silveira/A.Sirtuli == 391 == +1 min 391 1:28.035 1:19.512 137.59 236
20 3 C.Crestani/L.Costa/F.Mello == 378 == +1 min 378 1:18.450 1:09.154 158.20 4
21 7 F.Stédile/E.Stédile/I.Camargo == 367 == +1 min 367 1:10.520 1:06.601 164.26 269
22 40 L.Ribeiro/C.Vieira/E.Fuentes/R.Ribas == 366 == +1 min 366 1:59.750 1:12.057 151.82 5
23 46 J.Santanna/V.Genz/C.Kray/G.Bianchesi == 331 == +1 min 331 1:11.537 1:04.569 169.43 4
24 91 J.Machado/R.Machado/S.Cardoso/Gustavo == 229 == +1 min 229 1:28.230 1:13.818 148.20 23
25 17 F.Kratina/F.Trennenpohl/C.Spagnol == 221 == +1 min 221 +3 min 1:19.849 137.01 44
26 78 J.Bastos/J.Mello/E.Serdeira == 161 == +1 min 161 1:29.690 1:20.285 136.26 7
27 5 G.Andrade/P.Castro/C.Castro == 102 == +1 min 102 1:09.242 1:05.693 166.53 40
28 82 M.Melo/A.Fabiano/E.Furlanetto/W.Freire == 62 == +1 min 62 +3 min 1:18.428 139.49 6
29 28 J.Moro/G.Martins/V.Oringe == 47 == +1 min 47 1:08.046 1:04.678 169.15 36
30 117 L.Rosa/R.Isehard == 6 == +1 min 6 +10 min 1:44.873 104.32 4
31 4 V.Roso/D.Pizzol/F.Roso/C.Ricci == 4 == +1 min 4 1:05.285 1:05.285 167.57 4
Melhor Volta: L.Cardoso/J.Kraucher/A.Piedade-I -1 (12), 1:02.820 (média de: 174.15 Km/h) na 345 ª volta

©Copyright 2000-2013 CRONOMAP Timing
All rights reserved


Texto: PlayPress Assessoria de Imprensa
Foto: Marcelo Matusiak

Nenhum comentário:

Postar um comentário