terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Quebra de câmbio tira Márcio Campos da disputa por pódio na corrida de estreia


Gaúcho avança de 11º no grid ao quarto lugar e abandona etapa paulista do Brasileiro de Turismo a quatro voltas do fim.


Márcio Campos teve uma corrida movimentada na oitava e última etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo, neste domingo (15) em São Paulo (SP). Disputando a corrida a convite da Motortech Competições, o piloto gaúcho de 27 anos largou em 11º lugar e viu a possibilidade de conquistar uma das três vagas no pódio se dissipar diante de uma quebra de câmbio a quatro voltas do fim da prova no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos.

“Gostei da experiência. Andei bem próximo dos primeiros onde o motor permitia”, falou Campos. “No treino de classificação eu perdia só um décimo de segundo do tempo do pole na parte mista da pista, depois me faltava motor e perdia muito. Mas andar no ritmo do pessoal da frente sem nunca ter pilotado o carro antes foi ótimo. Pode parecer pouco, mas eles já andam há um ano com o carro. Quando o câmbio quebrou, eu estava bem perto do terceiro”.

O catarinense Tito Morestoni, também piloto da Motortech Competições, largou para a etapa final com chances matemáticas de conquistar o título, mas não passou da primeira curva de corrida – acabou envolvido num acidente que tirou quatro pilotos da corrida. “Eu não tive como evitar, o acidente sobrou para mim. Levei um grande susto, na hora senti cheiro de combustível”, descreveu, decepcionado. “Ficar fora logo na primeira curva é frustrante”.

A etapa em Interlagos marcou um fim de semana de altos e baixos para a Motortech Competições. “Foi um fim de semana ruim pelo acidente em que o Tito acabou envolvido e também pela quebra do câmbio do carro do Márcio no fim da corrida”, ponderou o chefe de equipe Adilson Morari. “O lado bom foi a ótima adaptação do Márcio, mostrando que nossa equipe tem um carro bom e rápido. Essa corrida foi uma escola para ele”, apontou.

A Motortech Competições teve sua participação viabilizada pelo governo do Rio Grande do Sul, via PróEsporte. Agrale, CCJ e Harsil são parceiras da iniciativa. Após 20 voltas, o resultado da etapa final do Campeonato Brasileiro de Turismo em Interlagos foi o seguinte:

1º) Marco Cozzi (SP/Carlos Alves Competições-J. Star Racing), 38min30s895
2º) Fábio Carreira (SP/W2 Racing), a 6s965
3º) João Pretto (MT/Mottin Racing), a 7s596
4º) Luiz Ribeiro (RS/Mottin Racing), a 29s573
5º) Felipe Fraga (TO/W2 Racing), a 34s806
6º) Gabriel Casagrande (PR/Carlos Alves Competições), a 46s542
7º) J.V. Horto (PR/Racequip), a 46s887
8º) Mauri Zacarelli (SP/Hot Car), a 1min01s443
9º) Renato Braga (SP/J. Star Racing), a 1min20s154
10º) Flavio Matheus (SP/J. Star Racing), a 1 volta
11º) Raphael Abbate (SP/Carlos Alves Competições), a 1 volta
12º) Pedro Boesel (PR/Hot Car), a 2 voltas
13º) Márcio Campos (RS/Motortech Competições), a 4 voltas
NÃO COMPLETARAM
Rodrigo Souza (PE/Racequip), a 6 voltas
Raphael Teixeira (GO/RKL Competições), a 12 voltas
Beto Gresse (SP/Nascar Motorsport), a 13 voltas
Felipe Neira (DF/Nascar Motorsport), a 19 voltas
Carlos Souza (PR/RKL Competições), a 20 voltas
Fernando Fortes (SP/J. Star Racing), a 20 voltas
Rogério Motta (SP/Scuderia 111), a 20 voltas
Tito Morestoni (SC/Motortech Competições), a 20 voltas
Melhor volta: Fraga, na 11ª, 1min46s326, média de 146,063 km/h

CLASSIFICAÇÃO
A classificação final do Campeonato Brasileiro de Turismo foi: 1º) Fraga, 160 pontos; 2º) Cozzi, 159; 3º) Casagrande, 146; 4º) Boesel, 127; 5º) Carreira, 104; 6º) Pretto, 101; 7º) Zacarelli, 100; 8º) Abbate, 91; 9º) Ribeiro, 87; 10º) Morestoni, 86; 11º) Gresse, 80; 12º) Ebrahim, 68; 3º) Fortes, 49; 14º) Romera, 30; 15º) Tozzo, 29; 16º) Horto, 28; 17º) Braga, 24; 18º) Matheus, 22; 19º) Sena Júnior, 19; 20º) Campos, 16; 21º) Souza, 15; 22º) Salas, Toso e Neira, 13; 25º) Figueirôa, 10; 25º) Sperafico, 10; 27º) Hahn, 9; 28º) Garcia, 8.


Texto: Grelak Comunicação
Foto: Vanderley Soares

Nenhum comentário:

Postar um comentário