sábado, 2 de novembro de 2013

Vitória em Tarumã deixa Márcio Campos a um sexto lugar do tricampeonato

Piloto gaúcho da Sicredi Racing vence pela terceira vez na temporada e passa a ter Neto de Nigris como único adversário na luta pelo título.


Márcio Campos obteve proveito total do primeiro dia de atividades da rodada dupla que vai definir o título do Mercedes-Benz Grand Challenge em Viamão (RS). Líder da temporada e buscando o tricampeonato, o piloto gaúcho da Sicredi Racing esteve à frente dos concorrentes em todos os momentos da disputa no Autódromo Internacional de Tarumã, neste sábado (2). Na sétima e penúltima etapa, Campos venceu pela terceira vez no ano.

O paulista Neto de Nigris, da Europamotors-Gramacho Racing, terminou a etapa gaúcha em terceiro lugar na corrida e passa a ser o único adversário de Campos na disputa pelo título que será decidido na oitava e última etapa, que vai complementar a rodada dupla em Viamão neste domingo (3). A prova, cujo grid será definido em treino classificatório marcado para as 10h, terá sua largada às 13h e será transmitida ao vivo pelo canal SporTV 3.

Um sexto lugar na corrida final da temporada, neste domingo, terá sido suficiente para que Campos conquiste seu terceiro título consecutivo no Grand Challenge, mesmo com uma eventual vitória de De Nigris. Essa combinação de resultados proporcionaria um empate em pontos entre os dois pilotos e também em número de vitórias, critério imediato de desempate. O número de segundos lugares, critério posterior, favorece o gaúcho da Sicredi Racing.

O bicampeão saber que terá uma decisão de título difícil. Ele terá o peso de 50 quilos adicionado ao carro do piloto vencedor da etapa anterior, artifício do regulamento desportivo do campeonato. “Vai ser difícil vencer de novo, por causa do peso do ‘lastro de sucesso’. E existe previsão de chuva, então toda a estratégia vai depender da chuva e da nossa classificação no grid. A vantagem na pontuação pode me dar opções, mas vai ser uma decisão dura”, disse.

“UM DIA PERFEITO”
O início da rodada dupla em Tarumã foi de proveito total para Campos. Líder das duas sessões de treinos livres, ele conquistou a pole-position e levou o carro da Sicredi Racing à terceira vitória em 2013, repetindo o resultado que havia conquistado na abertura da temporada, na pista de rua do Anhembi, em São Paulo (SP), e também na quinta corrida do calendário, disputada em setembro em Pinhais (PR), no Autódromo Internacional de Curitiba.

Campos só não liderou a corrida durante as três voltas que marcaram os pit stops obrigatórios. Ele foi um dos primeiros a parar nos boxes, na 15ª volta. Depois de todos fazerem suas paradas, o gaúcho voltou à liderança e viu sua vantagem aumentar – Coelho Júnior, seu principal adversário na corrida até então, teve problemas em um pneu e voltou à pista com desvantagem de duas voltas. De Nigris passou a ser o segundo, cerca de 20 segundos atrás do líder.

Mantendo sua vantagem na casa dos 20 segundos, o piloto da Sicredi Racing defendia, na fase final, uma combinação de resultados que o deixaria dependendo do quarto lugar na prova deste domingo para ser tricampeão. Sua situação matemática tornou-se mais favorável a três voltas da bandeirada final, quando Arnaldo Diniz Filho ultrapassou De Nigris – o piloto paulista da Dragão Motorsport terminou em segundo, seu melhor resultado no ano.

“Até aqui foi um fim de semana perfeito. Foi um dia perfeito para nós, sem dúvida”, comemorou o vencedor da corrida. “No início consegui imprimir um bom ritmo, mas já sabendo que o carro exigiria uma guiada diferente depois de algumas voltas, e de fato o meu carro ficou bem traseiro, então preferi não correr nenhum risco”, resumiu o piloto, que tem em seu carro as cores de Icatu e Mapfre, seguradoras parceiras da Corretora de Seguros Sicredi.

A terceira temporada do Mercedes-Benz Grand Challenge tinha, até esta sétima etapa, cinco candidatos ao título. O paulista Rubens Tilkian, parceiro de Diniz na Dragão Motorsport, e o mineiro Coelho Júnior, da RSports, cruzaram a linha de chegada como sexto e décimo colocados, respectivamente, enquanto o também paulista Cesare Marrucci, da W Racing, abandonou após 15 voltas. Os três deixaram de ter chance de superar campos na pontuação.

Depois de 34 voltas, o resultado final da penúltima etapa do Mercedes-Benz Grand Challenge em Viamão, neste sábado, foi o seguinte:

1º) Márcio Campos (RS/Sicredi Racing), 45min15s174
2º) Arnaldo Diniz Filho (SP/Dragão Motorsport), a 16s322
3º) Neto de Nigris (SP/Europamotors-Gramacho Racing), a 16s752
4º) Peter Michael Gottschalk (SP/Paioli Racing), a 38s479
5º) Fernando Amorim Júnior (SP/Fiolux-RSports), a 38s688
6º) Rubens Tilkian (SP/Dragão Motorsport), a 42s622
7º) Betinho Sartório (ES/Della Via Racing), a 1min12s173
8º) Léo de Nigris (SP/Europamotors-Gramacho Racing), a 1min12s513
9º) Beto Rossi (SP/RSports), a 1 volta
10º) Edson Coelho Júnior (MG/RSports), a 1 volta
11º) Marcos Paioli/Peter Gottschalk Júnior (SP/Paioli Racing), a 1 volta
12) Tales Lombardi/Gustavo Marques (SP/RSports), a 7 voltas
NÃO COMPLETARAM
Cesare Marrucci (SP/WRacing), a 19 voltas
Rafael Zapelini (SC/Rodoerre Racing), a 26 voltas
Roberto Santos (SP/Della Via Racing), a 30 voltas
Melhor volta: Campos, na 3ª, 1min14s423, média de 147,00 km/h

CLASSIFICAÇÃO
A uma corrida do término do campeonato, a classificação do Mercedes-Benz Grand Challenge é a seguinte: 1º) Márcio Campos, 116 pontos; 2º) Neto de Nigris, 106; 3º) Rubens Tilkian, 89; 4º) Edson Coelho Júnior, 84; 5º) Arnaldo Diniz Filho, 69; 6º) Cesare Marrucci, 57; 7º) Fernando Amorim Júnior, 63; 8º) Marcos Paioli e Léo de Nigris, 47; 10º) Peter Gottschalk Júnior, 44; 11º) Peter Michael Gottschalk, 42; 12º) Betinho Sartório, 31; 13º) Fernando Júnior, 30; 14º) Beto Rossi, 25; 15º) Roberto Santos, 23; 16º) Linneu Linardi, 22; 17º) Rafael Zapelini, 20; 18º) Raphael Teixeira, 14; 19º) Humberto Santos, 9; 20º) Jorge Tamake Júnior e Tales Lombardi/Gustavo Marques, 4.


Texto: Grelak Comunicação
Foto: Fernando Nunes

Nenhum comentário:

Postar um comentário