domingo, 20 de outubro de 2013

DTM: Após etapa complicada em Hockenheim, Augusto Farfus avalia: "Foi uma temporada fantástica"

Maior vencedor em 2013, com três triunfos, o curitibano foi fundamental para que a BMW conquistasse o título de campeã dos construtores. O Team RBM fechou o ano como a segunda melhor equipe do campeonato.



"Foi uma temporada fantástica". É desta forma que Augusto Farfus define o seu segundo ano como piloto do DTM. Depois de viver um 2012 de muito aprendizado, o curitibano de 30 anos se mostrou competitivo desde a primeira etapa de 2013, em Hockenheim, onde triunfou de maneira brilhante. Depois de alguns altos e baixos ao longo do campeonato, o piloto do BMW Team RBM retornou muito forte das férias de verão e embalou grandes resultados, somando outras duas vitórias (Oschersleben e Zandvoort) e dois pódios (Moscou e Nürburgring), chegando a estar em condições de brigar pelo título, terminando como vice-campeão, sendo superado apenas por Mike Rockenfeller. Depois de disputar a décima e última etapa do certame deste ano, em Hockenheim, neste domingo (20), o balanço que Farfus faz de 2013 é altamente positivo.

A corrida em si foi um tanto complicada para Augusto. Choveu bastante durante todo o dia na região de Hockenheimring, e isso deixou a pista bastante encharcada. Mesmo em tais condições, o brasileiro realizou belíssima largada ao partir de décimo e, logo na segunda curva do tradicional circuito alemão, chegar na quinta colocação. Entretanto, um toque por parte de Timo Glock acabou por ruir as esperanças de Farfus em conquistar um pódio ou até mesmo uma vitória, bastante possível levando em conta o bom desempenho da BMW em todo o fim de semana.

Augusto acabou caindo para a última posição e, desde então, realizou uma corrida de recuperação, que compreendeu pilotagem precisa no asfalto molhado e também uma estratégia de pit-stops. Na segunda parada, o Team RBM optou por equipar o carro #7 do brasileiro com pneus slicks (duros), aproveitando a melhora da pista, e isso ajudou muito para que Farfus recuperasse posições importantes, cruzando a linha de chegada em 11º. A vitória, pela primeira vez na carreira, ficou com Glock, que fez sua estreia no DTM em 2013.

Mesmo tendo ficado de fora dos pontos na corrida derradeira de 2013, Farfus tem motivos de sobra para comemorar. Neste domingo, a BMW sacramentou o título do campeonato dos construtores, e o brasileiro, com 116 pontos somados, acabou sendo o piloto melhor posicionado da montadora na temporada, sendo determinante para a conquista dos bávaros. Na disputa do campeonato por equipes, o BMW Team RBM confirmou a segunda colocação, ficando 13 pontos atrás do Audi Sport Team Phoenix, do campeão de pilotos, Mike Rockenfeller.

Depois de um ano muito positivo, Augusto lembrou com carinho das suas três vitórias no ano e elegeu as conquistas como seus melhores momentos de 2013. O curitibano se destacou também grande performance em sessões classificatórias, indo ao Q4 em sete das dez corridas do campeonato. De fato, um ano para ficar guardado na memória de Farfus.

Augusto Farfus:

"Fiz uma excelente largada e, logo na curva 2, estava em quinto. E aí houve o toque, que acabou danificando meu carro e comprometeu toda a minha estratégia e meu desempenho na corrida. Foi uma pena o que aconteceu hoje porque sei que tinha condições para brigar por um pódio, talvez até mesmo por uma vitória, mas faz parte. Sobre o campeonato, estou muito feliz com o que nós alcançamos neste ano. Foi uma temporada fantástica, ganhamos três corridas, e a BMW conquistou o título dos construtores, então cumprimos bem o nosso objetivo. O balanço é extremamente positivo, e isso nos deixa ainda mais fortes para voltarmos com tudo em 2014."

Confira o resultado da etapa final da temporada 2013, em Hockenheim:

1) Timo Glock - MTEK BMW 1h16m44.053, 41 voltas
2) Roberto Merhi - HWA Mercedes +2.787s
3) Bruno Spengler - Schnitzer BMW +10.120s
4) Mattias Ekström - Abt Audi +11.365s
5) Miguel Molina - Phoenix Audi +15.619s
6) Andy Priaulx - RMG BMW +20.922s
7) Christian Vietoris - HWA Mercedes +30.466s
8) Dirk Werner - Schnitzer BMW +31.276s
9) Gary Paffett - HWA Mercedes +37.027s
10) Dani Juncadella - Mucke Mercedes +37.246s
11) Augusto Farfus - RBM BMW +44.516s
12) Jamie Green - Abt Audi +44.811s
13) Timo Scheider - Abt Audi +45.503s
14) Adrien Tambay - Abt Audi +48.966s
15) Edoardo Mortara - Rosberg Audi +1m06.528s
16) Mike Rockenfeller - Phoenix Audi +1m14.060s
17) Pascal Wehrlein - Mucke Mercedes +1m19.961s
18) Robert Wickens - HWA Mercedes +1m34.478s
19) Martin Tomczyk - RMG BMW +1m59.697s
20) Joey Hand - RBM BMW - 1 volta
21) Marco Wittmann - MTEK BMW - 4 voltas

Abandonou:
Filipe Albuquerque - Rosberg Audi - 1 volta


Texto: EverSports
Foto: BMW

Nenhum comentário:

Postar um comentário