terça-feira, 22 de outubro de 2013

Cirino visa pódio geral da temporada e aponta necessidade de vitória em Curitiba

Sexto colocado na tabela de classificação, piloto paranaense da ABF Santos aposta em sua chance de se tornar pentacampeão.



O Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck prepara-se para a nona das dez etapas previstas no calendário de 2013 com sete pilotos ainda na disputa pelo título. A prova de 10 de novembro no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), vai determinar as condições de cada participante na decisão da taça, esperada para a etapa de encerramento de 8 de dezembro em Brasília (DF), no Autódromo Internacional Nelson Piquet.

“Esses sete pilotos estão pensando na final em Brasília, claro, mas para pensar em Brasília eu primeiro preciso ganhar a corrida em Curitiba”, decreta Wellington Cirino, piloto do Mercedes-Benz da ABF Santos Desenvolvimento. Natural de Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná, ele mora em Curitiba. “É uma corrida em que me sinto em casa, e foi onde conquistei a minha primeira vitória”, ressalta o segundo maior vencedor da história da categoria.

Cirino ocupa o sexto lugar na classificação do campeonato. Está a 44 pontos do líder pernambucano Beto Monteiro, piloto da Scuderia Iveco, com 64 ainda em jogo nas duas etapas finais. “É uma situação complicada para nós. A minha meta, diante de todos os problemas que tivemos neste ano, é terminar o ano no pódio do campeonato, entre os três primeiros. Só consigo levar esse objetivo para Brasília se ganhar a corrida. Esse é o foco”, sustenta.

Vencedor da etapa de Curitiba nas edições de 2001 e 2009, Wellington Cirino aponta a necessidade de mudanças nos dois caminhões da equipe para a prova de novembro – o seu e o do brasiliense Geraldo Piquet. “Nós dois tivemos pouca potência na corrida passada, em Guaporé. Avaliamos a situação depois da corrida e a conclusão da equipe foi de que nosso set up que não foi o ideal, principalmente no que diz respeito a diferencial”, ele resume.

Faltando duas etapas do encerramento, a classificação do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck é a seguinte:

1º) Beto Monteiro (PE/Iveco), Scuderia Iveco, 126
2º) Régis Boessio (RS/Mercedes-Benz), ABF Desenvolvimento Team, 98
3º) Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz), ABF Santos, 92
4º) Leandro Totti (PR/MAN), RM Competições-MAN Latin America, 90
5º) Felipe Giaffone (SP/MAN), RM Competições-MAN Latin America, 85
6º) Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF Santos, 82
7º) Paulo Salustiano (SP/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 78
8º) Leandro Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, 59
9º) Valmir Benavides (SP/Iveco), Scuderia Iveco, 58
10º) Djalma Fogaça (SP/Ford), 72 Sports/Ford Racing Trucks, 51
11º) Diogo Pachenki (PR/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 50
11º) André Marques (SP/MAN), RM Competições-MAN Latin America, 50
13º) Roberval Andrade (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, 46
14º) João Marcos Maistro (PR/Volvo), Clay Truck Racing, 35
15º) Alberto Cattucci (SP/Volvo), ABF/Volvo, 30
16º) Rogério Castro (GO/Volvo), ABF/Volvo, 22
17º) Alex Caffi (ITA/Iveco), Dakarmotors, 21
17º) Jansen Bueno (PR/Volvo), DB Motorsport, 21
17º) Débora Rodrigues (SP/MAN), RM Competições-MAN Latin America, 21
20º) Adalberto Jardim (SP/MAN), RM Competições-MAN Latin America, 20
21º) Ronaldo Kastropil (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, 19
22º) Pedro Muffato (PR/Scania), Muffatão, 15
23º) José Maria Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, 13
24º) Edu Piano (SP/Ford), Território Motorsport, 12
25º) Luiz Lopes (SP/Iveco), Lucar Motorsports, 10
26º) Raijan Mascarello (MT/Ford), 72 Sports/Ford Racing Trucks, 4


Texto: Grelak Comunicação
Foto: Orlei Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário