quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Moto 1000 GP abrirá segunda metade da temporada no dia 22 em Interlagos

Quinta etapa do Brasileiro de Motovelocidade valerá também como terceira e última etapa do Campeonato Paulista do Moto 1000 GP.



O Moto 1000 GP distribuiu comunicado nesta quarta-feira (11) a pilotos e equipes confirmando para 22 de setembro a realização das corridas de sua quinta etapa no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo (SP). O anúncio feito por Gilson Scudeler, promotor e organizador da competição, descarta por completo o risco de o calendário de eventos sofrer alterações por conta das obras de reformas já agendadas para o circuito de Interlagos.

A manutenção do evento na data anunciada quando o calendário do Moto 1000 GP foi formatado, no início do ano, contemplou o contato direto com os responsáveis pela obra no autódromo. “Analisamos a situação juntos, nós e os gestores da reforma, e concluímos ser possível conciliar o trabalho com a nossa etapa. A programação vai ser diferente, sem treinos livres da sexta-feira, mas a manutenção da data da etapa é fato consumado”, falou o promotor.

A confirmação das corridas de setembro contemplou uma minuciosa avaliação do cronograma de obras. “O trabalho de montagem de infraestrutura no autódromo vai consumir a sexta-feira, dia em que normalmente nós temos treinos livres, mas teremos as dependências do autódromo à nossa inteira disposição no sábado e no domingo”, resumiu. As corridas valerão também pela terceira e última etapa do Campeonato Paulista do Moto 1000 GP.

A DISPUTA PELO TÍTULO
Tendo em disputa o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, o Moto 1000 GP chega à segunda metade da temporada com liderança de um piloto da Argentina em sua classe principal, as GP 1000. Luciano Ribodino, campeão em 2012, levou a Alex Barros Racing a duas vitórias e dois segundos lugares e lidera com 92 pontos, contra 54 do paranaense Diego Faustino, da Petronas Eurobike Team, vencedor da última etapa, disputada em Cascavel (PR).

As duas equipes têm, também, as duas primeiras posições na tabela da GP Light. Renato Andreghetto lidera a classificação com 103 pontos, frutos de três vitórias e um segundo lugar. André Paiato, da Alex Barros Racing, também foi ao pódio em todas as etapas, com uma vitória, dois segundos e um terceiro lugar, e tem 81 pontos. O adversário mais próximo dos dois pilotos paulistas é o brasiliense Henrique Castro, da BSB Motor Racing, com 43 pontos.

Na GP Máster, que divide grid com a GP Light, a liderança é do paulista Sidnei Scigliano, seguido na tabela por três adversários cariocas. Com duas vitórias, um segundo e um terceiro lugar, o piloto da Motrix-Scigliano Racing soma 90 pontos, contra 68 do vice Victor Braga, da SBK Brasil. Othon Russo, da Crazy Dog, é terceiro, com 60. Alberto Braga, da Center Moto Racing Team, teve uma queda na última etapa e está em quarto, com 58.

A GP 600 tem liderança de Rafael Bertagnolli. O gaúcho da BSB Motor Racing venceu as três últimas etapas e chegou a 76 pontos, contra 63 do vice-líder paranaense Ademilson Peixer, da Moto3. O espanhol Manuel Jimenez, da Grinjets, é o terceiro, com 46. Pela GPR 250, Ígor Calura, da Mototech, venceu duas corridas e lidera com 72 pontos, apenas dois à frente de Sabrina Paiuta, da Rush Racing Team, que também conquistou duas vitórias.

PROGRAMAÇÃO DO GP SÃO PAULO - 21 E 22 DE SETEMBRO

Sábado, 21 de setembro
8h30 – primeiro treino livre GPR 250 (25 minutos)
9h05 – primeiro treino livre GP 600 (25 minutos)
9h40 – primeiro treino livre GP 1000 (25 minutos)
10h15 – primeiro treino livre do grupo “A” GP Light/GP Máster (20 minutos)
10h40 – primeiro treino livre do grupo “B” GP Light/GP Máster (20 minutos)
11h10 – segundo treino livre GPR 250 (25 minutos)
11h45 – segundo treino livre GP 600 (25 minutos)
13h00 – segundo treino livre GP 1000 (25 minutos)
13h35 – treino pré-classificatório do grupo “A” GP Light/GP Máster (20 minutos)
14h00 – treino pré-classificatório do grupo “B” GP Light/GP Máster (20 minutos)
14h30 – treino classificatório Q1 GPR 250 (20 minutos)
14h55 – treino classificatório Q1 GP 600 (20 minutos)
15h20 – treino classificatório Q1 GP 1000 (20 minutos)
15h45 – treino classificatório Q1 GP Light/GP Máster (20 minutos)
16h05 – treino classificatório Q2 GPR 250 (10 minutos)
16h20 – treino classificatório Q2 GP 600 (10 minutos)
16h35 – treino classificatório Q2 GP 1000 (10 minutos)
16h50 – treino classificatório Q2 GP Light/GP Máster (10 minutos)

Domingo, 22 de setembro
8h20 – warm up GPR 250 (10 minutos)
8h40 – warm up GP 600 (10 minutos)
9h00 – warm up GP 1000 (10 minutos)
9h20 – warm up GP Light/GP Máster (10 minutos)
10h20 – largada GPR 250 (12 voltas)
11h20 – largada GP 600 (20 voltas)
11h50 – show de wheeling
12h00 – visitação aos boxes
13h10 – largada GP 1000 (22 voltas)
14h05 – largada GP Light/GP Máster (20 voltas)
15h15 – motopasseio

Todas as motocicletas do Moto 1000 GP utilizam como combustível a gasolina Petrobras Podium e como lubrificante o Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, que fornece seus pneus de competição a todas as equipes. O Campeonato Brasileiro de Motovelocidade tem o apoio de Beta Ferramentas, BMW Serviços Financeiros, Servitec, LeoVince, Shoei, Tutto Moto, HPN, Denko e Peterlongo.


Texto: Grelak Comunicação
Foto: Equipe Sanderson

Nenhum comentário:

Postar um comentário