quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Circuito Nova Schin Stock Car com tudo pronto em Cascavel

Até agora, nas sete corridas realizadas na cidade do oeste paranaense, nenhum piloto venceu duas vezes. Marcos Gomes e Valdeno Brito são os dois únicos com chances de quebrar o tabu. Treinos livres acontecem no sábado. Sexta tem shake down.



A prova de domingo será a oitava disputada na história no Autódromo de Cascavel. Desde o início do Circuito Nova Schin Stock Car, foram sete corridas e até agora nenhum piloto conseguiu ganhar duas vezes nos 3.058 metros do veloz traçado do oeste paranaense. Neste domingo, dois pilotos terão a chance de quebrar esse tabu. Desde o retorno da principal categoria do automobilismo brasileiro à cidade, Valdeno Brito venceu no ano passado e Marcos Gomes na primeira prova deste ano.

Marquinhos, filho do tetracampeão da Stock Car, Paulo Gomes, está distante dos primeiros colocados do campeonato e, pelo menos até agora, tem reduzidas chances de se sagrar campeão. Ele ocupa o 11º lugar na classificação geral com 46 pontos. Valdeno está mais perto dos líderes, pois é o sexto com 80 pontos, 44 a menos do que o líder Cacá Bueno (124). O vice-líder é Ricardo Maurício tem 123, Thiago Camilo está em terceiro (112) e Daniel Serra em quarto com 110.

Até agora quatro pilotos que venceram em Cascavel chegaram ao título. Affonso Giaffone, vencedor em 1980, se sagrou campeão em 1981, Alencar Jr. que ganhou e levou o título no mesmo ano de 1982, e a dupla Ingo Hoffmann/Angelo Giombelli, em 1991. Ingo é o maior vencedor com 12 conquistas e Giombelli, que mora em Cascavel há muitos anos, três vezes (1991,1992 e 1993).

Em 1979, no primeiro ano da Stock Car, Raul Boesel terminou em primeiro, numa prova conturbada em que vários pilotos decidiram não disputar devido a discussões sobre o uso, que seria indevido, de uma bomba de combustível (álcool) no carro de Alencar Jr. Em 1992 quem ganhou pela primeira e única vez na categoria foi Roberto Amaral, conhecido como Coruja, que aproveitou bem as duas baterias da época, venceu uma e ficou em segundo na outra, e entrou para a história.

Os motores começam a roncar forte nesta sexta-feira, a partir das 16h45, quando os 34 carros fazem o shake down, quando podem andar na pista, mas são obrigados a passar pelo pit lane, a linha interna dos boxes. Com isso, não utilizam a reta. Esse é um trabalho somente para verificar se os carros apresentam algum pequeno problema que pode ser resolvido antes de os treinos livres começarem, o que acontece no sábado às 9h20.

Antes, o Campeonato Brasileiro de Turismo, a categoria formadora de pilotos para o Circuito Nova Schin Stock Car, entra na pista a partir das 8h30. Os pilotos da principal categoria do automobilismo brasileiro retornam ao traçado, sempre divididos em dois grupos, às 13h30 e às 16 horas começa o classificatório que define o grid de largada da corrida de domingo às 11h30. O canal a cabo SporTv transmite o treino ao vivo.

Nesta quinta-feira as 17 equipes finalizaram os trabalhos de montagem dos boxes, desembarcaram os carros e acertaram os últimos detalhes para deixar tudo pronto para a oitava etapa da temporada do Circuito Nova Schin Stock Car.

O Circuito Nova Schin Stock Car tem organização e realização da Vicar Promoções Desportivas, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). A Nova Schin é o patrocinador master da principal categoria do automobilismo brasileiro, dando nome ao campeonato, que ainda tem o patrocínio da Pirelli, além do copatrocínio de Shell V-Power Etanol, Bosch, Mobil Super, Pioneer e o apoio da Transzero. As montadoras são Chevrolet e Peugeot.

Mais informações no site: www.stockcar.com.br


Texto: Vicar Brasil
Foto: Fernanda Freixosa - Vicar

Nenhum comentário:

Postar um comentário