segunda-feira, 29 de julho de 2013

Satisfeito com evolução do caminhão, Muffato trabalha por pódio em Cascavel

Representante da cidade, piloto da equipe Muffatão admite motivação com chance de figurar entre os primeiros diante de sua torcida.

 A volta do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck a Cascavel, por si só, seria suficiente para provocar motivação especial em Pedro Muffato. Piloto da cidade, ele vê sua história de mais de 46 anos de atuação no automobilismo confundida com a própria história da cidade, da qual já foi vereador e prefeito. A evolução que a equipe Muffatão vem obtendo aumenta sua expectativa para a corrida deste domingo (4) no Autódromo Zilmar Beux.

“Nós vínhamos enfrentando um problema crítico com os motores, e isso causava quebras. Depois de alguns testes e algumas análises, conseguimos acertar o motor. Esse era o nosso calcanhar-de-Aquiles, mas tudo indica que o problema esteja superado”, afirma Muffato, que participou de três etapas nesta temporada – em duas delas, nas pistas de Londrina (PR) e Interlagos (SP), foi nono colocado. Em Goiânia (GO), abandonou.

A evolução do caminhão Scania número 20 é atribuída por Muffato, em grande parte, à adoção do motor com especificação Euro 5, menos poluente e que oferece mais recursos para ganho de potência. “Nossa equipe não tem o apoio da Scania, o que dificulta bastante esse desenvolvimento. Mesmo assim temos conseguido um progresso muito bom, o caminhão está rápido. A chance de pódio, de estar entre os primeiros em Cascavel, me anima bastante”.

O último pódio de Pedro Muffato na Fórmula Truck ocorreu na etapa final do Campeonato Brasileiro de 2011, em Brasília, onde foi o terceiro colocado. Seu melhor resultado na etapa cascavelense da Fórmula Truck, verificado na edição de 2006, foi também um terceiro lugar.

 Após cinco das dez etapas, o Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck tem a seguinte classificação:
1º) Leandro Totti (PR/Volkswagen), RM Competições-MAN Latin America, 77
2º) Paulo Salustiano (SP/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 71
2º) Régis Boessio (RS/Mercedes-Benz), ABF Desenvolvimento Team, 71
4º) Beto Monteiro (PE/Iveco), Scuderia Iveco, 60
5º) Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF Santos Desenvolvimento, 54
6º) Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz), ABF Santos Desenvolvimento, 53
7º) Valmir Benavides (SP/Iveco), Scuderia Iveco, 42
8º) Diogo Pachenki (PR/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 40
9º) Leandro Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, 39
10º) João Marcos Maistro (PR/Volvo), Clay Truck Racing, 30
11º) Roberval Andrade (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, 26
12º) André Marques (SP/Volkswagen), RM Competições-MAN Latin America, 24
12º) Djalma Fogaça (SP/Ford), 72 Sports/Ford Racing Trucks, 24
14º) Alberto Cattucci (SP/Volvo), ABF/Volvo, 22
15º) Adalberto Jardim (SP/Volkswagen), RM Competições-MAN Latin America, 20
16º) Alex Caffi (ITA/Iveco), Dakarmotors, 17
17º) Rogério Castro (GO/Volvo), ABF/Volvo, 15
18º) Pedro Muffato (PR/Scania), Muffatão, 12
18º) Edu Piano (SP/Ford), Território Motorsport, 12
18º) Ronaldo Kastropil (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, 12
21º) José Maria Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, 10
21º) Jansen Bueno (PR/Volvo), DB Motorsport, 10
23º) Felipe Giaffone (SP/MAN), RM Competições-MAN Latin America, 8
24º) Luiz Lopes (SP/Iveco), Lucar Motorsports, 4
25º) Débora Rodrigues (SP/Volkswagen), RM Competições-MAN Latin America, 2

Texto: Grelak Comunicação
Foto: Orlei Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário