segunda-feira, 3 de junho de 2013

Light chegou ao meio da temporada com 117 pilotos

No Kartódromo de Interlagos pilotos das nove categorias fizeram a quinta etapa do ano.
Neste sábado, primeiro de junho, o Kartódromo Ayrton Senna, em Interlagos, na capital paulista, recebeu pilotos e equipes para as disputas da quinta rodada da Copa São Paulo Light de Kart. Ao todo estiveram na pista 117 pilotos separados em nove classes.

A programação oficial da etapa teve início ainda na quinta-feira, com os treinos livres, que também se estenderam por toda a sexta-feira. No sábado, com céu azul, sol e calor foram realizadas as tomadas de tempos e, na sequência, as baterias.

Cabe ressaltar que esta rodada dupla marcou exatamente a metade da temporada do Light e, mais do que isso, foi a última prova do Campeonato antes do Brasileiro. Competidores, principalmente das classes Júnior e Graduado, que competem com motores próprios, utilizaram a competição como preparatória e para a conferência dos equipamentos para o Brasileiro, que será disputada no mês que vem nas cidades de Serra - ES e Eusébio - CE.

Corridas
A Mirim, como sempre acontece, abriu a programação. Na primeira bateria o pernambucano Rafael Câmara, que registrou a pole-position, teve bastante trabalho. Pedro Aiza e Pedro Braga se juntaram ao líder e o pressionaram durante toda a prova. O pequeno Câmara, porém, conseguiu se segurar na primeira posição e venceu com Braga em segundo e Aiza, em terceiro. Na segunda bateria, largando novamente em primeiro, Câmara acabou recebendo um toque na primeira curva, rodando, e perdendo contato com os líderes. Melhor para Pedro Braga que assumiu a primeira posição e abriu mais de cinco segundos até a bandeirada final. Aiza chegou em segundo e Pietro Sakzenian, em terceiro.

Pela categoria Cadete a quita rodada do Light foi toda dominada por um único piloto. Felipe Baptista, de São Paulo, conquistou a pole-position e, nas duas corridas, mesmo sendo pressionado conseguiu traçar uma boa estratégia e conseguiu anular os ataques de seus concorrentes. Com isso ele conseguiu finalizar as duas corridas na primeira posição somando a pontuação máxima da rodada. Na primeira corrida Luiz Vinícius Rosate terminou em segundo e Enrico de Lucca, em terceiro. Na segunda prova, por sua vez, De Lucca chegou em segundo e Leonardo Ruffino, em terceiro.

A categoria Júnior Menor trouxe na pole-position o gaúcho Arthur Leist. A primeira bateria foi muito disputada e, formado por três pilotos, o primeiro pelotão logo se destacou dos demais mantendo uma briga bastante acirrada. Ao final das 18 voltas, porém, Marcel Coletta, que na semana anterior havia vencido o GP Nacional, venceu a corrida com João Vitor Rosate em segundo e Leist, em terceiro. Na segunda bateria Coletta venceu novamente. A corrida parecia uma repetição da primeira não fosse a recuperação realizada por Gianluca Petecof. O piloto largou do sexto lugar e, pouco a pouco, tirou a diferença para os líderes, checou ao primeiro pelotão e conseguiu terminar a prova no segundo lugar. Rosate fechou a prova em terceiro.

Duas corridas muito acirradas marcaram a rodada da classe Júnior. Já na tomada de tempos, que teve os dez primeiros do grid separados por apenas meio segundo, já era possível fazer um bom prognóstico para as corridas. Com disputas por toda a pista foi difícil manter a atenção em um pelotão isolado durante as duas provas. Pole-position, o brasiliense Pedro Cardoso conseguiu se manter na ponta na largada, mas, muito pressionado por Rafael Martins e João Pedro Guim não se manteve na liderança por muito tempo. Os três fizeram uma prova acirrada que culminou com a vitória de Guim seguido por Cardoso e Zaiya Fontana. Na segunda bateria, que assim como a primeira foi disputada até a bandeirada final, Cardoso venceu muito pressionado por Zaiya, que chegou em segundo. Guim recebeu a bandeirada na terceira posição.

A Sprinter encerrou as atividades das classes da parte da manhã com 16 pilotos no grid. Em um sábado inspirado Erik Lutum fez a pole-position por uma diferença de apenas 13 milésimos. Na corrida, com um ritmo muito bom, o piloto conseguiu se manter na liderança mesmo sob toda a pressão que sofria de Lucca Croce e Evandro Bambirra, que vinham logo atrás. Ao final das 18 voltas Lutum venceu com Croce em segundo e Bambirra, em terceiro. Na segunda bateria, após boa largada, Bambirra passou a pressionar Lutum e os dois abriram quase cinco segundos do restante do pelotão. Apesar de separados por menos de dois décimos a corrida inteira Evandro não conseguiu aproximação para tentar a ultrapassagem durante toda a prova e, assim, Lutum venceu novamente. Evandro chegou em segundo e Croce, em terceiro.

Abrindo as atividades da parte da tarde a Super Cadete reuniu nove pilotos e teve o mato grossense Paulo Coelho registrando a pole pela ínfima diferença de dois milésimos. Na primeira bateria os quatro primeiros colocados logo se distanciaram dos demais formando um único pelotão na briga pela liderança. Com determinação Diego Ramos, que partira da sétima posição, fez prova de recuperação e venceu seguido por Felipe Baptista e Matheus Morgatto. Na segunda prova foi a vez de Coelho retomar a sua posição conquistada na tomada e vencer. Baptista ficou novamente em segundo e Ramos, em terceiro.

Como tem acontecido durante toda a temporada 2013 a classe Super Master foi a mais numerosa do dia com um grid formado por 21 competidores. O carioca Christiano Mattheis ficou com a pole-position ao registrar o tempo de 40s606. As duas corridas foram marcadas, efetivamente, pela intensa briga pela primeira posição. Na primeira bateria Mattheis conseguiu suportar os ataques de seu companheiro de equipe venceu seguido por André Matinha e Vinícius Escarlate. Na segunda prova o carioca voltou ao alto do pódio, novamente seguido por Matinha que, por sua vez, trouxe Maique Paparelli, em terceiro. Cabe ressaltar que os três primeiros colocados competem pela mesma equipe, fazendo assim uma grande festa no pódio.

Finalizando o sábado de competições a categoria Graduados foi à pista e recebeu em seu grid os três pilotos da Sênior "A" que se inscreveram para a prova. Mais um carioca partiu da pole-position, desta vez a primeira posição foi ocupada por Olin Galli que estabeleceu a melhor volta na classificação com o tempo de 38s537. Na corrida a disputa pela primeira posição foi extremamente acirrada e contou também com a presença de Matheus Leist e André Nicastro. Na segunda parte da primeira corrida, porém, Galli e Leist se distanciaram um pouco e conseguiram abrir dois segundos para André, que ficou em terceiro. Galli ganhou com Leist logo atrás. A segunda bateria foi muito parecida com a primeira. Os três primeiros colocados se estudando bastante, andando colados, mas, efetivamente, não conseguiram espaço para a ultrapassagem. Deste modo, Nicastro acabou vencendo com Galli em segundo e Leist, em terceiro. Este resultado, porém, foi alterado após a vistoria técnica que acabou desclassificando Leist e deixando o terceiro lugar com Artur Fortunato. Pela Sênior "A", Ricardo Thomazi venceu as duas provas. Na primeira bateria Eduardo Dieter chegou em segundo e Alain Sisdelli, em terceiro. Na segunda prova Dieter superou Sisdelli que ficou com a terceira posição.

O Light entra agora em seu recesso anual para as disputas do Campeonato Brasileiro. A competição retoma o seu calendário no dia 10 de agosto, em Aldeia da Serra, com as disputas da sexta etapa.

Texto: Quick Comunicação
Foto: Flávio Quick

Nenhum comentário:

Postar um comentário